Cursos 24 Horas - Cursos 100% Online com Certificado
Cursos Online com Certificado - Cursos 24 Horas - Matricule-se!

Desconto Especial para Fãs do PIGN - Lojas Renner

B02 - 468x60 calças

domingo, 30 de abril de 2017

O senhor de engenho mimado e estourado mostrando sua face real.



Esse é o senhor de engenho que a senzala colocou no poder em SP, o estado que mais produz ralés de direita e analfabetos funcionais.

Veja momento em que o janota mimado Dóri ana Jr, recebe flor de ciclista "pelos mortos das marginais" e a atira no chão.
Vejam o vídeo do boquirroto em seus dias de fúria quando tem que enfrentar a ralé que o sustenta em todos os sentidos.

Tutorial para escapar ileso das manifestações

 
Quer escapar ileso nas manifestações que irão aumentar e o bicho vai pegar?
Vai com a camisa da CBF, em domingos ensolarados, tira selfies seminus, fale BOZOnaro2018 e use a bandeira americana nas costas.
Esse é o uniforme padrão das senzalas, dos que carregam na genética o genes da servidão e do fracasso existencial.

sábado, 29 de abril de 2017

Produtos sexuais para evangélicos são destaque em feira erótica no Rio


Vibradores, prolongadores de ereção, anéis penianos, géis excitantes. Dispostos em uma estante no meio de uma feira erótica, os produtos sexuais não causariam espanto, não fosse por um detalhe: são direcionados ao público evangélico. Entre os destaques do evento Sexy Fair, que começa nesta terça-feira e vai até domingo, no Centro de Convenções Sul América, no Centro do Rio, estão os artigos da loja Secret Toys — “brinquedos secretos”, em português — que pertence ao casal evangélico João Ribeiro, de 40 anos, e Lídia Ribeiro, de 33. O trabalho da dupla vai além da venda dos produtos. Há cinco anos, eles prestam consultoria para casais evangélicos que desejam conhecer cosméticos do prazer sem ferir os princípios religiosos.

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Eduardo Galeano: quatro frases que fazem o nariz do Pinóquio crescer

A recuperação do planeta ou daquilo que nos sobre dele implica na denúncia da impunidade do dinheiro e da liberdade humana  

Cartilha da Desinformação: Vinte e cinco maneiras de suprimir a verdade



Por H. Michael Sweeney.

Construído em cima das “Treze Técnicas para Suprimir a Verdade” de David Martin, a lista que se segue pode ser útil para o iniciado no mundo de verdades veladas e meias verdades, mentiras e supressão da verdade, que acontecem quando crimes graves são discutidos publicamente. Isto, infelizmente, inclui todos os meios de comunicação de hoje em dia, que são as maiores fontes de desinformação.

Sempre que o crime envolver uma conspiração, ou uma conspiração para encobrir um crime, haverá invariavelmente uma campanha de desinformação lançada contra aqueles que procuram descobrir e expor a verdade e/ou conspiração. Existem táticas específicas que artistas da desinformação tendem a aplicar, as quais apresentarei em seguida.

Os artistas da desinformação e aqueles que os controlam (aqueles que irão sofrer se o crime for resolvido) devem procurar evitar um exame completo e racional de qualquer cadeia de provas que fosse incriminá-los. Uma vez que fatos e verdades raramente caem por conta própria, eles devem ser superados com mentiras e enganos. Aqueles que são profissionais na arte da mentira e do engano, como a comunidade de inteligência, as autoridades governamentais e obviamente a mídia corporativa, tendem a aplicar neste processo ferramentas razoavelmente bem definidas e observadas. No entanto, o público em geral não é bem armado contra essas armas, e é muitas vezes facilmente enganado por essas táticas.


Surpreendentemente, nem os meios de comunicação nem as autoridades legais foram treinados para lidar com estas questões. Na maior parte do tempo, apenas os desinformantes compreendem as regras do jogo.

Espero que seja de grande valia para aqueles que estão começando a ver como as coisas realmente funcionam, bem como para aqueles que instintivamente já perceberam como estas táticas são utilizadas, conhecer exatamente cada uma das táticas e subterfúgios daqueles que pretendem esconder a verdade:


Conheça o manual de zurros que as oligarquias criaram para as senzalas e analfabetos políticos

Conheça os 40 mandamentos dos analfabetos políticos que foram aliciados pela mídia e por grupos criminosos sustentados pelas oligarquias que estão no poder há séculos e usam de todas as armas para manter seu gado domesticado e infectado com dogmas e mentiras seculares.

sábado, 22 de abril de 2017

A história estuprada do Brasil



Por Valdson Almeida

Corre mata adentro, cansada, ofegante, vencida.
É o bandeirante desbravador estuprando a índia. E é ela a selvagem, claro!




sexta-feira, 21 de abril de 2017

Serra está internado no Sírio Libanês. Cadê as senzalas na porta do hospital com cartazes pedindo pra ele se tratar no SUS?



Serra, certamente é o político mais rico do Brasil, verdadeiro parasita que nunca trabalhou fora da política, mas tem um patrimônio digno de sultão e sua filha como laranja e testa de ferro, foi internado mais uma vez e nos perguntamos:
1-cadê as senzalas na porta do Sírio Libanês pedindo pra ele ser internado no SUS?

2-cadê os seguidores do Bolsonaro disparando ódio incontrolável contra a Casa Grande?

3-cadê os coxinhas, médicos que surtaram com Dona Mariza etc.fazendo seus textos e protestando na web?

4-cadê o vazamento criminosos dos boletins médicos por parte de "médicos" boquirrotos prontos para atacar o PT, mas sempre subservientes aos caciques das oligarquias?


5-cadê os patetas do MBL fazendo protestos em seus pasquins na web?

segunda-feira, 17 de abril de 2017

O pior analfabeto é o analfabeto midiático


“Ele imagina que tudo pode ser compreendido sem o mínimo esforço intelectual”. Reflexões do jornalista Celso Vicenzi em torno de poema de Brecht, no século 21

As implicações políticas de ser evangélico no Brasil e as eleições



Por André Egg 

Ser evangélico é uma coisa que se insere numa longa tradição. O fundamentalismo propõe uma não-historicidade, uma ruptura com a tradição protestante, em nome de uma postura isolacionista que é um engajamento às avessas: financiados por interesses capitalistas bem específicos, os ditames dos “fundamentais” da fé servem para congelar a reflexão e barrar as tentativas de transformar o mundo, lançando os adeptos dessa corrente numa expectativa da vida pós-morte no paraíso e condenando qualquer ativismo por justiça social na terra. Resta como única opção válida de atuação política a defesa dos interesses mesquinhos da igreja como instituição, jamais como veículo de implantação do Reino de Deus. Ou a defesa da “fé bíblica”, desde que entendida dentro da concepção de interpretação bíblica congelada pelo próprio dogma dos “fundamentais”, sem o que, afirma-se, não existe cristianismo.

domingo, 16 de abril de 2017

Brasil é o terceiro país mais ignorante do mundo




O estudo, feito por instituto britânico, mediu o que os brasileiros sabem sobre si mesmos.

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Malafaia intimida seu gado a não denunciar pastores ladrões, vejam no vídeo anexo

Silas Malafaia, o maior incitador de ódio no Brasil, charlatão, pedinte de cartão de crédito, um apedeuta de quinta categoria e um midiático que usa os canais de TV aberta para incitar ódio, sobretudo contra a esquerda progressista, intimida seu gado e seguidores a não denunciarem pastores ladrões.

Não bastasse esse vagabundo ditar suas regras execráveis em um Estado Laico, agora usa suas pocilgas de alienados para organizar suas quadrilhas organizadas com o anuência dos otários e otárias que lhe dão ouvidos e sustentam sua vida parasitária.

Pilantra e espancador de mulher, "pastor" Everaldo é acusado de receber 6 milhões da Odebrecht


























ESPANCADOR DE MULHERES, PRINCIPAL ARTICULAR DO SUMIÇO DA MÍDIA DO CASO ONDE MARCO FELICIANO ESTÁ ENVOLVIDO NO ESTUPRO DE UMA JORNALISTA E RESPONSÁVEL DIREITO PELA DIFAMAÇÃO DA JORNALISTA QUE PASSOU DE VÍTIMA PARA ACUSADA.

 


VAMOS IMAGINAR UMA SITUAÇÃO DESSAS?


quinta-feira, 13 de abril de 2017

Como a mídia e as oligarquias estão usando métodos nazistas para aniquilar o único partido e liderança popular que ousou afrontar as elites sanguinárias que exploram e entregam o Brasil desde o seu descobrimento


  Os 11 princípios do ministro da propaganda nazista, Joseph Goebbels





Uma Mentira contada mil vezes, torna-se uma verdade.
Joseph Goebbels
 
Joseph Goebbels
Conheça os 11 princípios do líder nazista que levaram o povo alemão ao maior genocídio da história, aniquilou com povos inteiros, oposição política, criou inimigos internos como os comunistas, socialistas, partidos de esquerda e por muito pouco não levou toda a humanidade ao holocausto atômico. 

quarta-feira, 12 de abril de 2017

O dedo do Lula




A sociedade brasileira teve sempre a discriminação como um dos seus pilares. A escravidão, que desqualificava, ao mesmo tempo, os negros e o trabalho – atividade de uma raça considerada inferior – foi constitutiva do Brasil, como economia, como estratificação social e como ideologia.

Artigo de Emir Sader 
 

terça-feira, 11 de abril de 2017

Lula deve morrer



 Por Ayrton Centeno
Lula já deveria ter morrido. Cedo, quando nasceu. Quando veio ao mundo em 1945, a mortalidade infantil no Brasil era de 146 x 1000. Quase 150 óbitos antes do primeiro ano de vida em cada mil crianças. Isto na média nacional que, hoje, a propósito, é dez vezes menor. Mas naquele tempo, para quem vinha aumentar família pobre, da área rural e do Nordeste, os números eram ainda mais atrozes.
 

Estudo liga preconceito a pessoas de baixo QI

Se o desenvolvimento da civilização é tão semelhante ao do indivíduo, e se usa os mesmos meios, não teríamos o direito de diagnosticar que muitas civilizações, ou épocas culturais - talvez até a humanidade inteira - se tornaram neuróticas sob a influência do seu esforço de civilização?

Sigmund Freud

O estudo revela que crianças com baixo QI estão mais dispostas a realizar atitudes preconceituosas quando se tornarem adultas

Um estudo feito pela Universidade de Ontario, no Canadá, parece ser bastante provocador. A pesquisa chegou à conclusão de que pessoas menos inteligentes – sim, isso é um eufemismo – são mais conservadoras, preconceituosas e racistas.

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Reaberta lista de Furnas




Da coluna de Ancelmo Gois no Globo
Em 10 de abril de 2017

Reaberta agora, 'Lista de Furnas' inclui nomes como Cunha e Bolsonaro


Desde quando surgiram denúncias de grossa roubalheira contra o PT, no chamado escândalo do mensalão, Lula e cia. insistiam, dia sim, outro também, na reabertura da chamada “Lista de Furnas”. A acusação, que terminou dando em nada, referia-se a uma lista com quase 150 políticos, quase todos ligados ao então governo FH, envolvidos num esquema de corrupção e lavagem de dinheiro.

Na sexta, o MP do Rio ratificou a denúncia feita pelo MPF contra integrantes desta tal lista. O caso está com a juíza Daniella Alvarez Prado, da 35ª Vara Criminal do Rio.


Entenda o caso

domingo, 9 de abril de 2017

Fundamentalismo religioso é causa de graves transtornos mentais




Filha de missionários da Assembleia de Deus, especialista ajuda há mais de 20 anos homens e mulheres a se recuperarem das doenças psicológicas não só causadas por crenças religiosas, mas também aquelas que acabam sendo realçadas pelo fundamentalismo religioso

Depois de 27 anos tentando viver uma vida perfeita, eu achei que tinha falhado… Eu tinha vergonha de mim durante todo o dia. Minha mente lutava contra ela mesma, sem alívio. Eu sempre acreditei em tudo que me foi ensinado, mas ainda assim pensava que não tinha a aprovação de Deus. Eu pensava que ia morrer no Armagedom. Durante anos, eu me machucava literalmente, cortava e queimava meus braços, para me punir antes que Deus o fizesse. Levei anos para me sentir curada.

Marlene Winell

Estratégia evangélica é ocupar o Executivo para chegar ao Judiciário, diz pesquisadora













Entrevista concedida a Folha de São Paulo

A vitória do senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus, na eleição municipal do Rio é um passo fundamental na estratégia do segmento evangélico de ocupar o Executivo para chegar ao Judiciário

Para a pesquisadora Christina Vital, 42, da Universidade Federal Fluminense, que estuda a atuação política dos neopentecostais, conseguir chegar à Presidência da República é importante para eles como estratégia para barrar no Supremo Tribunal Federal temas de minorias -como a pauta gay- que travam embate com esses religiosos.
O crescimento do PRB, partido ligado à Igreja Universal, porém, causa tensão entre outras denominações, que se veem ameaçadas por seu poderio político e econômico.

Bancada evangélica: uma tragédia nacional

 

Políticos da Bancada Evangélica estão na lista da Operação Lava-Jato entregue ao STF para investigaçãoe e seus membros estão envolvidos em todos os tipos de delitos e atrocidades legislativas, inclusive com casos de estupro como é o caso de Marcos Feliciano ou por incitação ao mesmo como é o caso de Jair Bolsonaro.  

Analisando sob o ponto de vista legislativo e atuação no congresso, a bancada evangélica envergonha o Brasil. Na última década não houve um só projeto de expressão, ou capaz de mudar a realidade do país, encabeçado por um parlamentar evangélico.

Dos 56 deputados que o blog Frente Parlamentar Evangélica lista como da bancada de evangélicos, 32 (57%) têm pendência na Justiça. Os processos apuram acusações como peculato (furto ou apropriação de bens ou valores públicos), improbidade administrativa, corrupção eleitoral, abuso de poder econômico, sonegação fiscal e formação de quadrilha. 


Além do integrante da Bancada Evangélica Eduardo Cunha (membro da Assembleia de Deus Madureira), constam na lista do procurador-geral da República outros dois evangélicos o empresário batista Aguinaldo Ribeiro (PP/PB) e o empresário da Igreja Mundial do Poder de Deus Missionário José Olímpio (PP/SP). 

sábado, 8 de abril de 2017

Golpistas que usam a religião para explicar o inexplicável



Conservadores radicais também têm reagido com ódio ao crescimento da consciência da diversidade religiosa, à autoafirmação dos ateus e neopagãos contra o preconceito, à popularização de correntes esotéricas new-age e orientais, à multiculturalidade e às demandas pela laicidade do Estado.

Para eles, os “valores cristãos” estão sendo “esquecidos” e “vilipendiados”, e a “imoralidade” e a “cristofobia” têm ameaçado colapsar a ordem social do ocidente, que “sempre foi cristão”.

Só que, se observarmos bem, notaremos que o pior opositor das virtudes e princípios morais defendidos por Jesus Cristo no Novo Testamento nem de longe são os não cristãos, mas sim a própria “direita cristã”. Afinal:

Enquanto Jesus defendia os mansos, os misericordiosos e os sedentos de justiça, a “direita cristã” tem sido inaceitavelmente raivosa, desprovida de misericórdia e injusta ao declarar ódio às minorias políticas; defender linchamento, pena de morte e violência policial abusiva e aceitar a criminalização de inocentes;
 
Enquanto Jesus afirmava que seria mais fácil um camelo passar por dentro do buraco da agulha do que um rico entrar no Reino dos Céus e aconselhava seus seguidores a darem tudo o que tinham de posses aos pobres, as grandes igrejas pentecostais exaltam a opulência de seus administradores e “ensinam” seus fiéis a ansiarem por dinheiro e riqueza material e desprezarem a dignidade humana;
 
Enquanto Jesus orienta os cristãos a não julgarem para não serem julgados, os conservadores assumidos são os primeiros a apontarem dedos venenosos, muitas vezes de maneira criminosa, contra quem é e pensa diferente deles, com racismo, machismo, homofobia, transfobia, ódio social, intolerância política etc.;
 
Enquanto Jesus abençoava os que sofriam perseguição por causa da justiça, os conservadores têm aplaudido cada ação de repressão e injustiça estatal contra minorias como jovens negros pobres e militantes de esquerda;
 
Enquanto Jesus defendia que se dê “a César o que é de César e a Deus o que é de Deus”, a bancada teocrática, especialista em misturar religião (corrompida) com política, tem pavimentado o caminho de impor ao Brasil uma espécie de clerofascismo pentecostal;
 
Enquanto Jesus expulsava vendilhões do templo, a direita “evangélica” tem faturado milhões no seu trabalho de converter a fé cristã em oportunidade de negócio e merchandising;
 
Enquanto Jesus era injustiçado num julgamento no qual a população optou por soltar Barrabás, os “cristãos” adeptos do ódio social louvam os Barrabases do século 21 e vociferam insultos contra quem defende compaixão, justiça social, misericórdia, coerência moral e outros valores que, de acordo com a Bíblia, saíram da boca do próprio Cristo;

 
Entre muitos outros exemplos de hipocrisia moral que tornam a religiosidade dessas pessoas uma mera concha vazia.

Se a moralidade cristã está em decadência hoje em dia, a responsabilidades disso é dos próprios que enchem a boca para se dizerem “cristãos” mas tratam como lixo os valores ético-morais do cristianismo.

Falsos patriotas: ele querem seu sangue!

Desses seres execráveis e vendidos é que nasce o ódio organizado, a discórdia, a alienação em massa de um povo medíocre e insultado 24 horas em sua dignidade. 

Eles representam a si mesmos, suas ideologias movidas por interesses particulares e via de regra financiados por grupos econômicos que tem como único objetivo manter a grande massa calada e alienada dos seus direitos constitucionais.

FALSOS PATRIOTAS 

De Gustavo Horta 

Falsos patriotas que se locupletam no bacanal que querem tanto preservar em nossa nação.

Falsos patriotas que se enrolam na nossa bandeira, usam e usurpam de nossas cores e de nossos símbolos e nos vendem, nos entregam, nos traem, todo dia, toda hora, todo minuto, a cada segundo.
 Falsos patriotas, fascistas e radicais, que espalham ódio, que destroçaram ao longo de vários meses, a economia e a paz de nossa nação e de nosso trabalho.
 Falsos patriotas que se travestem de bons e sonegam a constituição, rasgam as eleições, golpistas e traidores permanentemente escondidos na máscara verde e amarela da qual se apropriaram, como assim o fizeram e fazem de tudo o mais.
Roubaram nossa bandeira, roubaram nossas cores, roubaram nosso país, roubaram tudo de nós e querem nos roubar ainda mais e sempre.
Falsos patriotas que se apropriaram de tudo, de todos, dos corações e das mentes.
 Falsos patriotas que sequer reconhecem a lei e que a chantageiam e vilipendiam há tantos e tantos meses, utilizando-se dos meios e recursos mais cretinos e falaciosos.
 
Falsos patriotas manipuladores e covardes.
 
Falsos patriotas, nós os repudiamos. Nós, mestiços, nordestinos, pobres, povo, brasileiros, nós repudiamos a vocês e renegamos vocês como brasileiros.
 Aqui ainda há uma constituição, por incrível que possa parecer. Aqui ainda há lei, por incrível que possa parecer. Aqui ainda deveria haver justiça, por incrível que possa parecer.
 
JUSTIÇA BRASILEIRA, CADÊ VOCÊ? POR ONDE ANDAS, DORMENTE. POR ONDE ANDAS SILENTE. POR ONDE ANDAS, CONIVENTE.

Doce Mãe Banda Zenith

Doce Mãe

Banda Zenith


Ouviram o grito das crianças
Do Ipiranga chorando mãe
E o do herói que trabalha, que trabalha, que trabalha
Morrendo mãe

O sol da liberdade
Não chega até o chão
Não brilhou no céu, ó mãe
Nem no coração

Prostituta em teu ventre, em teu seio
Liberdade a abortar
Desafia, rasga nosso peito
Liberdade onde está

Doce mãe prostituta
O teu filho onde está
Doce mãe prostituta
Liberdade onde andará

Mãe amada idolatrada
Pise as pedras, vai em frente
Ganhe o mundo, Crie vida
De um grito por sua gente

Doce mãe prostituta
O teu filho onde está
Doce mãe prostituta
Liberdade onde andará

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Muros, por Eduardo Galeano


Texto de Eduardo Galeano

E nada, nada de nada, se fala do Muro de Marrocos, que desde há vinte anos perpetua a ocupação marroquina do Saara ocidental. Este muro, minado de ponta a ponta e de ponta a ponta vigiado por milhares de soldados, mede sessenta vezes mais que o Muro de Berlim.


O Muro de Berlim era a notícia de cada dia. Da manhã à noite líamos, víamos, escutávamos: o Muro da Vergonha, o Muro da Infâmia, a Cortina de Ferro...
Por fim, esse muro, que merecia cair, caiu. Mas outros muros brotaram, continuam a brotar, no mundo, e ainda que sejam bem maiores que o de Berlim, deles fala-se pouco ou nada.
Pouco se fala do muro que os Estados Unidos estão a alçar na fronteira mexicana, e pouco se fala do arame farpado de Ceuta e Melilla.
Quase nada se fala do Muro da Cisjordânia, que perpetua a ocupação israelita de terras palestinianas e daqui a pouco será quinze vezes mais longo do que o Muro de Berlim.
E nada, nada de nada, se fala do Muro de Marrocos, que desde há vinte anos perpetua a ocupação marroquina do Saara ocidental. Este muro, minado de ponta a ponta e de ponta a ponta vigiado por milhares de soldados, mede sessenta vezes mais que o Muro de Berlim.
Por que será que há muros tão altissonantes e muros tão mudos? Será devido aos muros da incomunicação, que os grandes meios de comunicação constroem em cada dia?
-- X --
Em Julho de 2004, o Tribunal Internacional de Justiça de Haia sentenciou que o Muro da Cisjordânia violava o direito internacional e mandou que fosse demolido. Até agora, Israel não se inteirou.
Em Outubro de 1975, o mesmo Tribunal tinha opinado: «Não se estabelece a existência de vínculo algum de soberania entre o Saara Ocidental e Marrocos». Ficamos curtos se dissermos que Marrocos foi surdo. Foi pior: no dia seguinte a esta resolução, desencadeou a invasão, a chamada Marcha verde, e pouco depois apoderou-se a sangue e fogo dessas vastas terras alheias e expulsou a maioria da população.
E aí continua.
-- X --
Mil e uma resoluções das Nações Unidas confirmaram o direito à autodeterminação do povo sarauí.
De que serviram essas resoluções? Ia fazer-se um plebiscito, para que a população decidisse o seu destino. Para assegurar a vitória, o monarca de Marrocos encheu de marroquinos o território invadido. Mas em pouco tempo, nem sequer os marroquinos foram dignos da sua confiança. E o rei, que tinha dito que sim, disse que quem sabe. E depois disse que não, e agora o seu filho, herdeiro do trono, também diz que não. A negativa equivale a uma confissão. Negando o direito de voto, Marrocos confessa que roubou um país.
Continuaremos a aceitá-lo, como se nada fosse? Aceitando que na democracia universal os súbditos só podem exercer o direito de obediência?
De que serviram as mil e uma resoluções das Nações Unidas contra a ocupação israelita dos territórios palestinianos? E as mil e uma resoluções contra o bloqueio de Cuba?
O velho provérbio ensina:
- A hipocrisia é o imposto que o vício paga à virtude.
-- X --
O patriotismo é, hoje em dia, um privilégio das nações dominantes. Quando é praticado pelas nações dominadas, o patriotismo torna-se suspeito de populismo ou terrorismo, ou simplesmente não merece a menor atenção.
Os patriotas sarauís, que desde há trinta anos lutam para recuperar o seu lugar no mundo, conseguiram o reconhecimento diplomático de oitenta e dois países. Entre eles, o meu país, o Uruguai, que recentemente se juntou à grande maioria dos países latino-americanos e africanos.
Mas a Europa, não. Nenhum país europeu reconheceu a República Sarauí. Espanha, também não. Este é um grave caso de irresponsabilidade, ou talvez de amnésia, ou pelo menos de desamor. Até há trinta anos o Saara era colónia de Espanha, e Espanha tinha o dever legal e moral de amparar a sua independência.
Que deixou ali o domínio imperial? Ao fim de um século, quantos universitários formou? Ao todo, três: um médico, um advogado e um perito mercantil. Isso deixou. E deixou uma traição. Espanha serviu em bandeja essa terra e essas gentes para que fossem devoradas pelo reino de Marrocos. Desde então, o Saara é a última colónia de África. Usurparam-lhe a independência.
-- X --
Por que será que os olhos se negam a ver o que rompe os olhos?
Será porque os sarauís foram uma moeda de troca, oferecida por empresas e países que compram a Marrocos o que Marrocos vende, ainda que não seja seu?
Há um par de anos, Javier Corcuera entrevistou, num hospital de Bagdade, uma vítima dos bombardeamentos contra o Iraque. Uma bomba tinha-lhe destroçado um braço. E ela, que tinha oito anos de idade e tinha sofrido onze operações, disse:
- Oxalá não tivéssemos petróleo.
Talvez o povo do Saara seja culpado porque na sua longa costa reside o maior tesouro pesqueiro do oceano Atlântico e porque sob as imensidões de areia, que tão vazias parecem, jaz a maior reserva mundial de fosfatos e talvez também haja petróleo, gás e urânio.
No Corão poderia estar, ainda que não esteja, esta profecia:
- As riquezas naturais serão a maldição das pessoas.
-- X --
Os acampamentos de refugiados, no sul da Argélia, estão no mais deserto dos desertos. É um vastíssimo nada, rodeado de nada, onde só crescem as pedras. E no entanto, nessas aridezes, e nas zonas libertadas, que não são muito melhores, os sarauís foram capazes de criar a sociedade mais aberta, e a menos machista, de todo o mundo muçulmano.
Este milagre dos sarauís, que são muito pobres e muito poucos, não só se explica pela sua porfiada vontade de ser livres, que, isso sim, sobra nesses lugares onde tudo falta: também se explica, em grande parte, pela solidariedade internacional.
E a maior parte da ajuda provém dos povos de Espanha. A sua energia solidária, memória e fonte de dignidade, é bem mais poderosa que os vaivéns das governações e os mesquinhos cálculos das empresas.
Digo solidariedade, não caridade. A caridade humilha. Não se equivoca o provérbio africano que diz:
- A mão que recebe está sempre debaixo da mão que dá.
-- X --
Os sarauís esperam. Estão condenados a pena de angústia perpétua e de perpétua nostalgia. Os acampamentos de refugiados levam os nomes das suas cidades sequestradas, dos seus perdidos lugares de encontro, das suas querenças: El Aiun, Smara...
Eles chamam-se filhos das nuvens, porque desde sempre perseguem a chuva.

Desde há mais de trinta anos perseguem, também, a justiça, que no mundo do nosso tempo parece mais esquiva que a água no deserto.


Aumento do nº de ateus no País já preocupa Igreja Católica

José Jesus deixou de acreditar em Deus há 34 anos
Da Agência Estadão.

DURMAM COM ISSO
Bispo de Santo André, d. Pedro Cipollini alega que "Deus é elemento constitutivo da natureza humana.”
Então um Ateu/Ateia podem ser considerados "Não humanos" por não acreditarem nessas bizarrices?

Segue o escarro insalubre desses parasita alienado:
“Na festa junina da escola, pode falar da bandeirinha, da fogueira, mas não pode falar do santo da festa. Vivemos num estado laicista, que é deletério, porque proíbe falar de Deus, que é elemento constitutivo da natureza humana.”

Nascido de família católica, batizado com os nomes do pai de Cristo e do próprio filho de Deus, segundo a crença cristã, José Jesus se tornou ateu aos 18 anos por influência de um amigo que não acreditava nem no Deus cristão nem em nenhum outro. “É uma coisa que aborrece muito minha mãe, católica fervorosa. Acredito na coincidência das coisas, mas não aceito essa ideia de Deus acima de tudo, supervisionando tudo.”
Ele conta que, até os 18 anos, frequentou a Igreja e chegou a fazer a primeira comunhão, conforme o ritual católico. “Aí cheguei naquela encruzilhada com muitos trilhos à minha frente e fiz a escolha. Descobri que o caminho mais sensato era o de ateu.” Curiosamente, José Jesus tem uma empresa com nome bíblico, Aarão Editora, que tem entre os clientes o Esporte Clube São Bento, de Sorocaba. “Eu leio a Bíblia e, quanto mais leio, mais ateu fico.” 
Resposta. Para o bispo de Santo André, d. Pedro Cipollini, da Comissão de Doutrina e Fé da CNBB, essa situação é vista pela Igreja como efeito do pluralismo religioso cada vez maior. “Durante 400 anos, todo mundo no Brasil era obrigado a ser católico, como mostra a história. Hoje vivemos um regime democrático também na religião e é natural que, com mais opções, haja uma distribuição.”
O ateísmo brasileiro não é agressivo ao ponto de fazer campanha contra quem acredita em Deus, segundo os bispos católicos. “Não me exponho, até porque, em alguns momentos, você pode ser prejudicado por suas convicções religiosas”, diz José Jesus. “Mas quando as pessoas tentam me convencer a deixar de ser ateu, aí não me faltam argumentos.”
“É uma espécie de ‘indiferentismo’, desânimo. Pessoalmente, acho que não existem pessoas ateias”, rebate d. Pedro. “O ateu pode ter uma ideia equivocada de Deus.”
Ele critica ainda uma “ideologia marxista” que teria tomado conta da educação no Brasil, não permitindo que se fale em Deus no processo educacional. “Na festa junina da escola, pode falar da bandeirinha, da fogueira, mas não pode falar do santo da festa. Vivemos num estado laicista, que é deletério, porque proíbe falar de Deus, que é elemento constitutivo da natureza humana.”
D. Pedro cita o caso de uma creche que, por ter um quadro de Jesus, foi ameaçada de perder a subvenção da prefeitura. “Se não fizermos nada, vai ser proibido falar em religião e não se pode educar uma pessoa sem falar no aspecto religioso.” 
Segundo ele, a Igreja trabalha na sua organização interna no sentido de fortificar a fé e dialogar. “Ela não pode abdicar do direito garantido na Constituição de professar a fé. Isso tem de ser defendido para que tenhamos um país democrático, com estado laico, mas também liberdade religiosa. O poder econômico só aceita um deus, o dinheiro, e para o sistema econômico a religião é um obstáculo.”

Família. Para d. Jaime Spengler, arcebispo de Porto Alegre (RS), a queda no número de católicos decorre ainda de mudanças no conceito de família, no respeito às diferenças e à dignidade da vida humana. E é preciso refletir sobre a mensagem. “A fé cristã tem como referência fundamental a experiência do encontro com a pessoa de Jesus Cristo. A pergunta que podemos fazer é se nossas celebrações proporcionam isso.”
Segundo o bispo, ao lado do decréscimo no número de fiéis, estudos recentes mostram um retorno de jovens à Igreja. O arcebispo defende uso maior da tecnologia de comunicação instantânea e meios eletrônicos para se aproximar dos fiéis. “Precisamos nos aprofundar mais no domínio desses instrumentos.”

Valdomiro Santiago cura homem cego que comete gafe e denuncia o apóstolo


Valdemiro Santiago, vulgo Vandemijo Sandiabo é desmascarado por um dos seus cúmplices em seus shows de charlatanismo barato e descarado.
O marginal chamou o cúmplice que declarou que estava há quatro anos sem enxergar e pediu que ele subisse ao palco de horrores para contar o suposto "milagre".

Nem precisa ser cientista para saber que a primeira reação de um cego ao enxergar pela primeira vez seria algo espantoso e completa desconexão com o novo mundo que ele passou a enxergar.

A trama não foi bem bolada já que para testemunhar as mentiras que esses vagabundos ensaiam é preciso decorar um texto antecipadamente e nesse caso o pilantra que alegou que estava cego soltou sem querer que assistia aos programas do marginal 24 horas. Imediatamente o charlatão tenta consertar dizendo "o senhor me ouve né".

O charlatão é liso igual quiabo e como mestre da malandragem já começa a encenação com seus textos decorados, apelos a Deus e os otários e otárias presentes nem percebem a gafe da malandragem. 

Segue o vídeo patético de um dos maiores pilantras dessas verdadeiras quadrilhas de evangélicos que atuam em nome de algum deus ao mesmo tempo que enganam milhões de incautos e ficam cada vez mais ricos explorando a fé alheia.



AS editor.